Expor belos poemas!
Domingo, 8 de Novembro de 2009
OLHANDO O TEJO!!!

 

 

 

 

 

  Rebanhos além monte ela guardava,

       Seu canto me vem no vento trazido

  E uma ânsia pela sua mágoa

       Enche o que em mim é indefinido.

 

                        II

 

  Lagos de espírito murados de rochas

        Dormem no vazio da sua toada,

  A sua nudez ali se demora

       A reflectir na sombra salpicada.

 

                       III

 

  Mas o que há de real em tudo isto

        É a minha alma, a tarde, o cais somente

  E, como sombra dos meus sonhos disto,

       A dor em mim de nova dor se sente.

 

                       IV

 

  Mas o que é ela que traz o pesar?

         E o que há nela que o pesar desvanece?

  Que rasto de amor é este bem-estar

        Que segue o seu trilho se desaparece?

 

                         V

 

   Lírios há entre corações e mãos.

        A vida é pequena ao pé do luar.

  Mas movam-se um pouco as árvores que estão

        E logo se espera que ela vá voltar...

 

                FERNANDO PESSOA

                     (1888 - 1935)

 

                         

 

 

 

 

          


sinto-me: Voltei...
música: Mta música e mta alegria tb

publicado por pazoutonal às 23:33
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


posts recentes

OLHANDO O TEJO!!!

Fernando Pessoa

Andrea Bocelli

António Gedeão...

ELAS-As mulheres trabalha...

ELAS-As mulheres trabalha...

Súplica... Miguel Torga

Começo - Miguel Torga

Aurora... Adolfo C.Montei...

...

arquivos

Novembro 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

tags

todas as tags

favoritos

O MENINO DA SUA MÃE - FE...

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds